quinta-feira, 28 de abril de 2011

Meedo! kk'

Naquela noite quente
Ouço o motor roncar
E, pela porta entrar,
O monstro da morte a atacar.

Ele tem passos mansos, 
Parece flutuar.
A foice preparada
Para me matar.

Saio correndo
O terror a me dominar
De repente caio no chão
E...

TIC-TAC, TIC-TAC...
O relógio, a cama
Tudo está no lugar
Percebi que foi um sonho
E que graças à Deus
Pude acordar.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Pensando na vida...

Pequenas reflexões levam à decisões grandiosas...

Liberdade

Em uma estrada vazia
Andando sem rumo
Procurando meu destino
Sonhando com um futuro incerto
E esquecendo o tempo perdido.

Olho para o horizonte
A estrada parece não ter fim
Olho os campos floridos
A brisa quente de verão
Acalenta meu coração

Vejo o pôr-do-sol
Deixando a terra alaranjada
Posso perceber então
Que já chegou o fim da caminhada...

Já escureceu
Estou deitada sob o céu estrelado
Sinto-me irradiada de felicidade
Pela liberdade por mim conquistada.


segunda-feira, 25 de abril de 2011

Sonhos...

Na escuridão da noite
O vento frio e cortante de inverno
Arranca folhas das árvores
E estou aqui
Solitária, perdida...

Meus sonhos foram levados
Por esse mesmo vento
Que anunciou as tempestades
E o vazio...
Ah, o vazio, esse que levou minha alegria
Fotografias queimadas
Papéis rasgados
E o que sobrou foi a lembrança, o passado.

E hoje, nessa noite fria
Pensei em como e de que jeito
Vou recomeçar
Seguir meu caminho
Novamente amar